TRISTE PRIVILÉGIO


Desde o curso primário tinha por hábito me esconder nas últimas cadeiras. Pura timidez. Mantive o hábito nas centenas de assembleias de que participei no sindicato dos bancários do Recife e no sindicato dos jornalistas de São Paulo. Talvez não fosse apenas timidez, fosse também insegurança, derivada da falta de conhecimentos, me perguntando o que queria fazer da vida. A vantagem de me posicionar onde pudesse ter visão ampla do ambiente equivalia a da grande angular de uma máquina fotográfica.

Minhas dúvidas impediam de fazer curso superior, de progredir, de enriquecer, de me tornar famoso, de me casar com uma milionária, de virar pessoa importante, ao menos presidente de um time de botões.

Só me senti importante quando descobriram meu telefone, meu endereço, meu CPF e até meu número do SUS, só porque tenho prioridade na vacinação, aos 84 anos, pelo risco de morte iminente no caso de contrair Covid19. Agora sou o primeiro da fila – triste privilégio.

Além de ler em paz, ver televisão quando desejo, consultar e-mails sem nenhuma pressa, sou um dos que podem vacinar-se em primeiro lugar contra essa pandemia que nos ameaça a todos em todo o mundo.

Há cerca um ano deixei de receber visitas. Passei a receber telefonemas de vendedores e de espertalhões querendo o número do meu cartão de crédito ou oferecendo empréstimo compulsório. Oferecem Omega 3 e plano funeral, com garantia de tranquilidade na hora do enterro. Por baixo da porta, recebo folhetos de pizzas e de manicures oferecendo serviços.

Na falta de rabecão, a prefeitura de São Paulo contrata peruas escolares, que substituem assentos por confortáveis caixas funerárias.  Defunto tem preferência.   

Conclui-se que sou o primeiro em tudo: nas filas dos bancos, das lotéricas, das padarias, dos supermercados, dos estacionamentos, até nos cemitérios. Graças a Deus! Rezo para não precisar ir a um hospital, onde o paciente é sedado, entubado e não vê nem sente mais nada.

Após ler esse comentário, o cirurgião Alberto Kanamura acrescentou: “Enfim, seremos enterrados sãos e salvos”.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O ETERNO CANDIDATO

SINAL DOS TEMPOS

MINHAS CENAS INESQUECÍVEIS