NOVOS TEMPOS




Houve um tempo em que aposentados jogavam dominó ou gamão nas praças ou nos botecos enquanto a mulher preparava o almoço. Se ainda existe isso, só nas remotas cidades do Interior. Aqui pelas bandas onde moro, na Lapa paulistana, os idosos estão ligadíssimos no computador ou no telefone celular de última geração, vendo e palpitando sobre os mais variados assuntos.
O assunto de hoje é a tresloucada atitude do senaSobral, Ceará. A imprensa inteira dá a notícia desde ontem e repete como um fato, sem citar que se trata de tentativa de homicídio. O único jornalista a lembrar esse aspecto foi Fernando Portela, em comentário nas redes sociais, perguntando porque apenas noticiam o fato, sem ouvir ninguém, como seria de praxe.
Funcionário público não pode fazer greve, muito menos se ele é policial, cujo dever é proteger a sociedade. Senador não pode cometer homicídio, sequer tentar. É crime em lei, tipificado. Até quem fez um curso de Direito mambembe à noite, pra fugir das novelas, como eu, sabe disso.
Nesse ponto, aliás, os aposentados estão afinados. Também, pudera! Todos ouvem os comentários das emissoras de rádio desde a madrugada e aceitam como cordeirinhos os argumentos dos locutores-comentaristas.
É facílimo reconhecer tal influência quando alguém abre a boca. Muitos comentaristas são sensatos, serenos, como José Paulo de Andrade, da Rádio Bandeirantes, outros são impecáveis de dar raiva, como Taís Freitas, que sabe absolutamente tudo sobre Economia. Nunca erra um dado sequer. Se alguém imitá-los, tudo bem.
Mas uma coisa é ouvir os próprios autores, outra bem diferente é ouvir a versão dos que tentam reproduzi-los com suas próprias palavras. Sai uma reprodução nem sempre convincente. O original é sempre preferível.
Sem habilidade para jogos de mesa e sem querer macaquear ninguém, gostaria de falar e escrever como Patrícia Campos Mello, que reabilitou o furo de reportagem, superado pela modernidade dos meios de comunicação. Instituição fora de moda, o furo de reportagem foi relembrado de forma indigna, com o propósito de denegrir a imagem de uma linda jornalista. Resta-nos a esperança de que em breve ele seja utilizado por algum jornalista para dar a notícia que todos desejam.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O ETERNO CANDIDATO

SINAL DOS TEMPOS

MINHAS CENAS INESQUECÍVEIS