UM SONETO POR DIA


Não vou incomodar  os meus leitores
um soneto por dia atormentar
como se já não lhes atormentassem
rádio, tevê, Datena e blá-blá-blá.

Que procurem fugir dos dissabores
que esse mundo cruel apresentar.
Não esperem colher de minhas dores
nenhuma experiência a melhorar.

Pelo que vejo, leio e assisto
só dá vontade mesmo de chorar
pois nada encontro para aplaudir.

Nem por isso me entregarei às traças,
nem tampouco vou me lamentar,
quero achar o caminho a seguir.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O ETERNO CANDIDATO

SINAL DOS TEMPOS

MINHAS CENAS INESQUECÍVEIS