AMAR? SÓ À DISTÂNCIA


O escândalo do dia (31/03/2019) é em torno de um tatuador acusado de assédio em Belo Horizonte. De repente, dezenas de mulheres vão à delegacia para denunciar profissional que há mais de 20 anos atua no ramo, no mesmo endereço. O medo justifica o silêncio por vários anos. Nenhuma teve coragem de contar o “crime” até surgir a primeira vítima.  Coitado. Não teria resistido à tentação de manipular virilhas e agora está encrencado por causa da nova lei.
Tomara que as senhoras de minha pequena Miraí não se recordem dos olhares indecentes dos meninos no ginásio e na missa aos domingos. Poderiam rumar em caravana para a delegacia da mulher, 70 anos depois, e denunciá-los por assédio, se permitida a retroatividade. Espero que a luta das mulheres por justiça nos casos de assédio não chegue a tanto. Admirá-las à distância é o que nos resta, suponho.
Talvez seja melhor mudar de assunto, antes que a nova realidade atinja a todos os que apreciam a beleza feminina. 
Dias virão em que até o sorriso enigmático de Mona Lisa poderá ser considerado pornô e o quadro de Leonardo da Vinci, que já vi de perto, sairá do Louvre. Lá, não encontrei nenhum quadro de Romero Figueiredo, como o que ilustra esse comentário.
A nudez só era permitida em paredes de museus e livros de arte, até que os cariocas fizeram de Ipanema uma espécie de museu a céu aberto, tendo como símbolo Leila Diniz, inicialmente, depois Luiza Brunet e tantas outras. 
Parece que se caminha nessa direção. Antes que o Governo institua a burca, pode-se pensar em aderir ao modismo de viver no Exterior. Morar no Canadá, por exemplo, onde já tenho três sobrinhas, duas com respectivos maridos.  
Antes eu dizia: Portugal nem pensar. Agora, diante do que anda acontecendo no Brasil, tal destino torna-se plausível. 
Peraí. Não pensem que estou contra punir tarados, pedófilos e corruptos. Tô apenas assustado com esse tsunâmi de apresentadores de rádio e televisão bradando por justiça.  

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O ETERNO CANDIDATO

SINAL DOS TEMPOS

MINHAS CENAS INESQUECÍVEIS