UM SONETO POR DIA


FALSO BOM DIA

Antes de dar bom dia às paredes
quero pensar no riso que me causa
a dor de não estar em companhia
de alguém que desejei como uma musa.

Vivi a vida inteira só pensando
que essa dor poderia ser confusa:
não era dor, de fato, o que eu sentia,
mas a repetição de quem abusa.

Antes de dar bom dia ao corredor
dessa casa tão triste como só
pretendo confessar essa mistura.

Amo demais e exponho a minha dor,
vejo demais agora e bem melhor
do que meu coração bate e atura.

SP 24/11/2019.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O ETERNO CANDIDATO

SINAL DOS TEMPOS

MINHAS CENAS INESQUECÍVEIS